sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Convenção Batista Nacional proíbe convite a cantores e pastores que cobram “cachê”


Em via de completar 50 anos de fundação, a Convenção Batista Nacional publicou um documento alusivo à sua 29ª Assembleia, ocorrida em julho deste ano. O Manual do Mensageiro reservou parte do título para tratar da polêmica questão, sob a qualificação de: “DIRETRIZES PARA CONVITES DE PRELETORES E CANTORES E POLÍTICA PARTIDÁRIA NO ÂMBITO DA CBN”

“1. Convite a preletores e cantores no âmbito da CBN.
‘É vedado a CBN, seus Órgãos e Instituições, juntamente com as CBEs, fazer convites a pregadores, cantores e outros que façam quaisquer exigências financeiras. E também que se verifique se os convidados tem vida compatível com os valores do Reino de Deus e da doutrina, princípios e valores da CBN’.
2. Proibição de política partidária no âmbito da CBN.
‘Fica proibida a divulgação de propaganda política partidária no âmbito da CBN, seus órgãos e instituições, bem como nas CBEs, seja essa propaganda realizada por meio das redes sociais ou qualquer outra forma de apoio e divulgação a quaisquer candidatos e também é vedado o uso da logo da CBN por quaisquer candidatos em campanha política’.
Brasília, Abril de 2016
Conselho Nacional de Planejamento e Execução da CBN”


Ainda que a decisão não seja recente (abril de 2016) a publicação do documento trouxe à tona um ponto que tem causado muitos embates entre os cristãos evangélicos. Além da proibição de cantores e pastores que cobram “caches” em suas “apresentações”, o documento proíbe, ainda, a propaganda partidária nos órgãos e instituições da CBN.

Você pode acessar o documento na íntegra clicando aqui.

0 comentários:

Postar um comentário