sexta-feira, 3 de março de 2017

Evangelista Franklin Graham afirma que vitória de “Moonlight” faz parte da agenda LGBT para tonar pecado mais aceitável

O evangelista Franklin Graham chamou o filme premiado com o Oscar "Moonlight" de um exemplo de como a agenda LGBT está tentando tornar o "pecado mais culturalmente aceitável".

Graham, cristão conservador e filho do lendário evangelista Billy Graham, utilizou sua página no Facebook para comentar o fato de que o Oscar de "Melhor Filme" foi para um filme sobre a maioridade de um homossexual afro-americano.

Ele afirma que este é apenas mais um exemplo de como a agenda LGBT atua para que um “estilo de vida que Deus define como pecado pareça cada vez mais culturalmente aceitável", e continua: "eu aviso às famílias e à Igreja - não permita que seus jovens sejam sugados pelo plano sombrio de Hollywood". Ele ainda afirma que: "Hollywood é notório por glorificar o pecado".

Graham concluiu destacando que mesmo que os cristãos "amem a todos", eles "têm que ser honestos sobre as consequências do pecado".

"O pecado é pecado - não importa se ele recebe um Oscar ou não", disse ele.

Com informações Christianpost

0 comentários:

Postar um comentário