sexta-feira, 24 de maio de 2013

Sex shops brasileiros terão manual para atender evangélicos

A Associação Brasileira de Empresas do Mercado Erótico e Sensual (Abeme) resolveu criar um “manual gospel” para ensinar os atendentes de sex shops a tratarem a clientela evangélica.
Com o manual os vendedores poderão compreender este público sem ferir suas convicções religiosas. O objetivo do material, segundo a associação, é “orientar o comércio de produtos íntimos dentro dos preceitos bíblicos, pensando em qualidade, saúde e na união do casal com respeito e amor”.
A medida foi anunciada pela presidente da Abeme, Paula Aguiar, já que o ramo percebeu o aumento de clientes evangélicos. O crescimento é maior entre as mulheres evangélicas que passaram a contar com produtos eróticos para melhorar a relação conjugal.
“É preciso haver uma capacitação apropriada dos profissionais do setor para atender este público (evangélico). São necessários conhecimentos sobre sexualidade humana, um estudo profundo sobre produtos íntimos, sensuais e eróticos (sob a ótica de qualidade, benefícios e usos) e, principalmente, sobre a palavra (bíblica)”, disse Paula Aguiar.
No Brasil e nos Estados Unidos já é possível encontrar sex shops voltados para religiosos, o mais conhecido por aqui é o Sexshop Gospel de um empresário carioca. O proprietário é Maicon Santos, 30 anos, que explicou que o diferencial de seu empreendimento é não vender produtos para não casados. “Nós não vendemos artigos homossexuais, anais, nem temos artigos sadomasoquistas”, completa o empresário para o jornal O Dia.

Post em GospelPrime

0 comentários:

Postar um comentário