sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Candidato reexibi vídeo com beijo gay em campanha de TV e gera polêmica



Um vídeo com um beijo gay utilizado na campanha do candidato Leonel Camasão, do PSOL, está causando polêmica em Joinville, no Norte de Santa Catarina. O Jornal da Cidade publicou um editorial tachando o beijo de “nojento” e “asqueroso”.
O candidato diz que apenas decidiu reexibir o vídeo, utilizado em outra campanha do partido, em São Paulo, em 2010. E afirma que a imagem não será tirada do ar. “Da nossa parte não tem problema nenhum manter o vídeo no ar. Porém, estamos sofrendo agressões verbais de diversas pessoas, inclusive jornalistas”, diz.
No Jornal da Cidade, o editor-chefe João Francisco da Silva compara o beijo ao ato de “alguém defecar em público ou assoar o nariz à mesa”. “Para mim isso é tara, psicopatia. No mínimo, falta de decoro”, diz, no texto.
Após a publicação no jornal, o candidato entrou com um pedido à Promotoria de Direitos Humanos e Cidadania do Ministério Público de Santa Catarina para obter um direito de resposta. Segundo ele, os comentários são agressivos e vão contra a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros) e o partido.
Para o candidato, este tipo de manifestação deixa clara a necessidade do Congresso Nacional aprovar uma lei que criminalize a homofobia. “Não é mais aceitável que, em pleno século 21, tenhamos que assistir e ler este tipo de barbaridade”, diz. Além das medidas judiciais, o PSOL também criou uma petição on-line em repúdio ao jornal. Segundo Camasão, “a petição on-line teve início há dois dias e já tem mais de 500 assinaturas”.
Procurado pelo G1, João Francisco da Silva mantém a crítica. “Isso agride a sociedade. Eu não sou homofóbico. Não tem nada a ver com homofobia, mas sim com valores morais. A população é convidada para assistir ao horário eleitoral, e não acho que o beijo contribua para ajudar a escolher o candidato.”
“Sou jornalista há 43 anos e não vou negligenciar os valores em que acredito. Foi repugnante assistir”, diz. O candidato do PSOL aparece com 1% na última pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (5).

Fonte: G1


0 comentários:

Postar um comentário