sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Site da Igreja Universal afirma que “havia um demônio” em Whitney Houston



A morte da cantora Whitney Houston continua repercutindo e as circunstâncias de sua morte ainda não foram esclarecidas. O atestado de óbito divulgado recentemente ainda não traz a causa da morte, que será divulgada apenas quando os exames laboratoriais forem concluídos.
No site da Igreja Universal do Reino de Deus, a morte da cantora foi tratada em uma matéria intitulada “Os Demônios de Whitney Houston”. A matéria fala sobre uma entrevista que Whitney concedeu anos atrás, quando a cantora foi perguntada qual seria seu pior “demônio” e a cantora respondeu afirmando que “o maior demônio sou eu. Eu sou minha melhor amiga ou pior inimiga”.
O texto do site Arca Universal  afirma que “havia sim um demônio. Mas não era ela”, e cita fatos que Whitney Houston havia relatado em vida, como o vício com as drogas e sua fé, que era praticada todos os dias através de orações. “Bebidas alcoólicas (sic) e medicamentos foram encontrados no quarto do hotel onde foi encontrada morta. Você vê alguma contradição nos pontos acima?”, questiona o texto.
Na matéria, entre as hipóteses levantadas para a causa dos problemas da cantora, o texto suspeita que Whitney “nunca aprendeu como lutar contra aqueles demônios” e minimiza a dificuldade enfrentada por ela: “o que para ela foi impossível, é na verdade algo tão simples para aqueles que verdadeiramente conhecem a Deus”, simplifica o texto.

Post original em GospelMais 

0 comentários:

Postar um comentário